Empresário de Daniel detona Bahia sobre processo: “mente descaradamente, chega dá náuseas”

  • 21/04/2021
  • 0 Comentário(s)

Empresário de Daniel detona Bahia sobre processo: “mente descaradamente, chega dá náuseas”

Após longa novela entre Bahia e Daniel, o Esquadrão desistiu da renovação com o atleta formado na base do clube, o que surpreendeu o empresário do jogador. Para esclarecer os fatos, a equipe da Itapoan FM entrou em contato com Marcelo Pacheco, que reprentat o atacante.


Ao ser perguntado sobre pagamentos atrasados que o Bahia afirma ter pago, o empresário afirma que o Bahia "mente descaradamente" e que CNPJ que o Tricolor usou é diferente do que consta no contrato do atleta.

"O Bahia simplesmente juntou um acordo judicial através de uma empresa chamada Bahia S/A, com CNPJ diferente do que consta no contrato de Daniel, alegando que conseguiu através da justiça um acordo para parcelamento dos pagamentos", explicou Marcelo, que ainda afirmou:

"Só que Daniel não tem contrato com a empresa Bahia S/A e o Bahia mente descaradamente dentro do processo. Chega a dar náuseas, de tantas mentiras que se encontram dentro do processo".

Ele ainda frisou que não existe mais clima para Daniel seguir no Bahia, pois para o empresário, o Esquadrão quebrou a confiança que existia. Marcelo fe questão de falar que Júnior Chávare queria que Daniel continuasse no Bahia.

"Não tem mais clima, porque houve uma quebra de confiança e é difícil reestabelecer isso. Houve esforço da parte do Júnior Chávare, mas existem pessoas acima dele e ele está sujeito a seguir algumas diretrizes", falou.

Marcelo também foi frme em dizer que caso precise, vai até a última instância, para conseguir a liberação do contrato de seu atleta com o Bahia.

"Acredito que à luz da lei, é possível sair a liberação dele o quanto antes, mas fica a critério da interpretação do julgador. Então fica a possibilidade também de que não saia essa liberação. Mas nós vamos brigar até o final! Se tiver que ir até a segunda ou terceira instancia, nós vamos", afirmou.

Questionado sobre as possíveis exigências inaceitáveis feitas por ele após estar quase tudo certo entre as partes, Marcelo afirma que é "tudo uma farsa" e diz que se o o Bahia expor a proposta deles, ele também expõe a contra-proposta.

"Essa questão de inaceitável é tudo uma farsa. É só pedir para o Bahia expor a proposta que eles e fizeram e eu exponho a minha, e vocês podem fazer uma comparação tranquilamente e eu não tenho nenhum receio. Entendo que o clube não quer valorizar, e eu não to pedindo que o clube pague esses R$ 50 mil para o atleta no contrato base. Aceitei um contrato salarial de R$ 10 mil (10, 15 e 20 de salário base), agora eu quero que se o jogador performar, assumir titularidade, ele receba um salário digno tão quanto se traz um jogador pagando o valor que o Bahia paga quando não são formados na base", falou.

Ao ser perguntado como estava e como está a situação de Daniel dentro do clube, Marcelo acusa o Bahia de fazer "falácia e factóide". Segundo ele, o atleta que estava com o time de transição, foi rebaixado para o sub-20 e foi posto para treinar em separado.

"Essa questão foi mais um objeto de muita falácia e factoide da parte dos advogados de defesa do Bahia. Eles alegam que Daniel não foi excluído do grupo de transição. Eu tenho a comprovação que eles excluíram Daniel do de 'Whats App' do grupo de transição depois que neguei a proposta em janeiro. Daniel voltou a treinar com o sub-20 em separado, vez ou outra participava de um coletivo".

Sobre questões de atrasos salariais, Marcelo diz que não houve, mas afirma que não há definição de quando é o dia exato que o Bahia deve pagar o jogador.

"Não houve atraso de um mês para o outro, mas pegando o extrato de Daniel eu não consigo saber qual é a data que o clube paga a ele, se é até o quinto dia útil. Tem vezes que Daniel recebe no dia cinco, dia 12, dia 20, então durante os 30 dias ele poderia receber o pagamento a qualquer momento. Não tinha essa definição".

Por fim, ele falou sobre a questão do 13°, que estava atrasado, e segundo ele o Bahia deve 7 meses de FGTS ao jogador.

"Em relação ao 13°, Daniel veio receber no dia 26 de março. Porque o clube entende que se deixa completar três meses, também daria rescisão indireta. E com relação ao FGTS, o clube deixou atrasar de fevereiro até dezembro. O FGTS continua aberto aí 7 meses", completou.
Fonte: Galástico Online

#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Pixote

A Culpa é do Coração

top2
2. Kell Smith

Era Uma Vez

top3
3. Gusttavo Lima

A Gente Fez Amor

top4
4. Simone & Simaria

Amoreco

top5
5. Vitinho feat. Pixote

Sem Perceber

Anunciantes